Fotografia de Casamentos, Gestantes, Books, Aniversários, Festas, Feiras e muito mais…

Fotógrafos são impedidos de tirar fotos dentro do Bosque do Papa em Curitiba

Sessões de foto foram interrompidas por funcionária do parque de Curitiba.
Prefeitura diz que autorização só é necessária para eventos grandes.

 

Do G1 PR, com informações da RPC TV

 

Fotógrafos reclamam de serem impedidos de tirar fotos no Bosque do Papa João Paulo II, no Centro Cívico, em Curitiba. De acordo com os profissionais, uma funcionária do bosque interrompe as sessões de foto dizendo que é necessário uma autorização para fotografar no local, que é público.

O fotógrafo Ricardo Koga foi proibido várias vezes de tirar fotos dentro do Bosque. “A desculpa é se a gente tem uma câmera profissional ou semiprofissional, nós também não podemos fotografar aqui”, conta. Outro profissional, Jackson Mendes, explica que já teve uma sessão de fotos interrompida. “A mulher veio dizendo que não estava autorizado a fazer fotos aqui no Bosque. Teria que pedir uma autorização com a prefeitura”, disse.

Além dos fotógrafos, os clientes também passam pelo constrangimento. A Daiane Aggio e noivo se conheceram no Bosque e por isso, planejavam fazer o book de casamento no local. Porém, as fotos foram interrompidas logo no começo. “No quinto clique ela já chegou dizendo que a gente está desrespeitando a memória do Papa e que era proibido fotografar ali”, disse Daiane.

De acordo com a Secretaria Municipal do Meio Ambiente, que administra os parques, praças e bosques da cidade, a fotografia é livre para todos e as restrições são para equipes maiores que gravam propagandas, filmes ou que realizam eventos em locais públicos. “Não existe restrição para fotografar, pra filmar nos parques da cidade de Curitiba”, disse o secretário Renato Lima.

Já a funcionária acusada de interromper as sessões de foto, Danuta Abreu, explica que não restringe o trabalho dos fotógrafos. “As pessoas escolhem o Bosque, pois nós o mantemos limpo e bonito, mas não entendem que é necessário atender certas normas. Aqui é um local de preservação da memória do Papa, então, todo cuidado é pouco ”, explica. Danuta ainda conta que está triste com a polêmica. “Dediquei 33 anos da minha vida ao Bosque e é isso que eu recebo agora”, complementou.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s