Fotografia de Casamentos, Gestantes, Books, Aniversários, Festas, Feiras e muito mais…

Traumatismo craniano em BH marca o dia que teve 5 jornalistas feridos

Jeremias Wernek
Do UOL, em Belo Horizonte*

 

As manifestações no dia da abertura da Copa do Mundo de 2014 em sete cidades-sede deixaram pelo menos cinco jornalistas feridos nesta quinta-feira (12).

Em Belo Horizonte, o fotógrafo Sérgio Moraes, da agência Reuters, foi atingido por um objeto ainda não identificado e teve traumatismo craniano leve. Moraes foi encaminhado para o pronto-socorro João XXIII, na área hospitalar. Ele foi ferido durante manifestação na Praça da Liberdade, zona central da cidade.

Mais tarde, o fotógrafo conversou com a reportagem do UOL Esporte e relatou o que aconteceu“Eu estava com o capacete preso na cintura, tinha tirado ao ver que o protesto andava tranquilo, sem problemas. Mas uma hora eles começaram a botar fogo em uma bandeira do Brasil, perto de uma construção, e só senti a pancada na cabeça. Dei azar”, disse Moraes, deitado em uma maca do pronto-socorro João XXIII.

A presença dele no protesto, aliás, nem deveria ocorrer. O fotógrafo se deslocou para registrar o ato por vontade própria, o que aumenta o sentimento de azar.

“Não era para eu estar lá. Eu tinha feito o treino do Chile (pela manhã, na Toca da Raposa) e decidi ir. Estava livre e decidi ir fazer essa pauta. Era perto do meu hotel”, contou Moraes.

Ao perceber o impacto na cabeça, o profissional imediatamente ficou grogue e precisou ser carregado por colegas até um carro da polícia. E de lá foi para o pronto-socorro.

“Me deu um pavor. Eu vi o sangue, senti a pancada e imaginei que tinha sido uma pedra. E eu sempre tive medo de levar uma pedrada. Justamente nessa hora aconteceu”, afirmou.

O protesto seguiu e ainda deixou bancos e lojas com fachadas danificadas. Até um cinema, na rua Gonçalves Dias, teve os vidros quebrados. Lixeiras de rua foram incendiadas e em alguns locais o entulho foi espalhado pelas ruas.

A violência começou quando os manifestantes se aproximaram do relógio da Copa, na Praça da Liberdade, e um grupo atirou rojões em direção ao cerco policial. Os militares revidaram com bombas de efeito moral. Duas pessoas foram presas na região e, de acordo com a polícia, os suspeitos portavam socos ingleses e vestiam máscaras.

A Polícia Militar deteve 11 adultos e apreendeu um menor por atos de vandalismo durante o protesto. Dois deles são suspeitos de participar da depredação da viatura policial, diante do prédio do Detran. Um capitão da Polícia Militar também ficou ferido, após ser atingido por uma pedra. Ele já foi socorrido no Hospital da Polícia Militar e liberado.

Jornalistas feridos também em SP

Em São Paulo, durante a manifestação de manhã na zona leste, as jornalistas Barbara Arvanitidis e Shasta Darlington, da rede CNN, foram atingidas por estilhaços de bombas atiradas pela Polícia Militar e precisaram ser removidas do local para atendimento médico.

Arvanitidis foi atingida no pulso, e Darlington. no braço, durante ação da polícia para dispersar cerca de 300 manifestantes que se concentravam na rua Apucarana, perto do metrô Carrão.

Imagens de vídeo feitas por Barbara Arvanitidis mostram que ela acompanhando de perto a manifestação, que pretendia marchar pela Radial Leste até a barreira da Fifa perto do Itaquerão, mas foi impedido pela Polícia Militar, que bloqueou a avenida com dois cordões de isolamento.

“Fomos acertadas por estilhaços de bombas. Tive um pequeno corte, mas não foi nada demais. Nossa produtora Barbara Arvanitidis sofreu um corte mais profundo, ela está em casa e está bem”, disse Darlington, mais tarde, em outra reportagem da CNN.

Na mesma manifestação, uma equipe do SBT foi assaltada e teve um carro danificado. Um coquetel molotov foi atirado por baixo do veículo e uma pedra atingiu o para-brisa. O carro ficou completamente danificado e duas câmeras foram furtadas. O assistente Douglas Barbieri sofreu ferimentos leves.

Já o fotógrafo argentino Rodrigo Abd foi atingido na perna por um tiro de bala de borracha disparado pela Polícia Militar.

* Com reportagem de Danilo Valentini (São Paulo)

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s