Fotografia de Casamentos, Gestantes, Books, Aniversários, Festas, Feiras e muito mais…

Fotos da Segunda Guerra encontradas em uma trincheira — uma grande mentira

Por 

 

Semana passada uma notícia muito bacana percorreu os sites especializados em fotografia. Não era nenhuma nova tecnologia ou lançamento de um grande fabricante. Era apenas um pouco do eco do passado que havia sido redescoberto. Assim como em um filme de Indiana Jones, o Capitão da Marinha americana Mark Anderson, juntamente com o historiador Jean Muller, afirmaram terem encontrado uma câmera fotográfica, ainda carregada com o negativo, em uma das antigas trincheiras da Batalha do Bulge. Essa foi uma das batalhas mais sangrentas da 2º Guerra Mundial e que durou 5 semanas, tendo como saldo 89 mil mortes.

A câmera foi encontrada durante uma visita do historiador e do capitão ao antigo campo de batalha com o objetivo de procurar relíquias da guerra com um detector de metais. A tal câmera, que foi encontrada junto com outros pertences de soldados, teria pertencido ao atirador de infantaria Louis J. Archambeau, que fazia parte da Companhia C, 1º Batalhão, regimento 317 de infantaria. O soldado Archambeau foi declarado desaparecido em combate em dezembro de 1944 (declarado morto apenas em fevereiro de 1945 quando encontraram seu corpo) e teria utilizado a pequena câmera fotográfica para registrar o cotidiano das trincheiras em seus últimos dias de vida.

foto_2_guerra_mundial

O filme foi retirado da câmera e revelado, mostrando imagens históricas muito bacanas. Uma verdadeira arca do tempo, onde podemos ter imagens reais deste conflito que englobou todo o planeta. Só que não foi bem assim. Depois que as imagens percorreram o mundo, mostrando que seu estado de conservação era muito bom, os sites que as publicaram começaram a receber e-mails dos leitores entendidos no assunto, informando que várias das fotos que estavam sendo publicadas como sendo achadas nas trincheiras já haviam sido publicadas em alguns livros históricos sobre a 2º Guerra Mundial. Se as fotos estavam perdidas em uma trincheira por 70 anos como é que poderiam já terem sido publicadas em livros? Vários alarmes tocaram e pesquisas foram feitas. A verdade, que joga um balde de água fria nos entusiastas do tema, é que tudo isso não passou de uma grande mentira. A comprovação certeira veio da publicação de Lex Schmidt que colocou em um fórum especializado páginas do livro Images of War – Battle of the Bulge onde podemos ver nitidamente as ditas fotos encontradas na trincheira.

foto_2_guerra_mundial_b

Ou seja, a notícia foi muito bem planejada e correu o mundo, mas não passa de um Hoax. Embora não sejam fotografias obscuras e se encontrem a disposição em arquivos públicos e até em livros de história, 100% dos meios de comunicação caíram no boato. Até hoje, mesmo com todas as provas de que a coisa não é verídica, a maioria destes sites não se retratou e alguns simplesmente retiraram a matéria do ar.  Que pena, pois a mentira era muito mais atraente do que a simples verdade.

 

Fonte: http://meiobit.com

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s