Fotografia de Casamentos, Gestantes, Books, Aniversários, Festas, Feiras e muito mais…

Lowepro Transit 250AW

É interessante ver como alguns sites de fotografia prezam a comentar sobre mais e mais equipamentos, porém quase nunca falam a respeito de bolsas para transporte. Os poucos que acabam por falar, usualmente, fazem resenhas superficiais e não “práticas”, ou seja, em situações que um fotógrafo, seja amador ou profissional, não enfrentaria.

Em novembro do ano passado, aqui no Queimando Filme, nós tivemos duas resenhas de uma mesma bolsa – a Traveller Bag, da Cutterman Co. -, sendo uma escritapelo Pedro, e outra escrita por mim. Ocorre que algumas pessoas me indagaram “pô, se você não gostou da Traveller, qual é a bolsa que você costuma usar? Eu quero algo que não pareça tanto com uma ‘bolsa de carregar câmera’, se você me entende”. E sim, eu entendo perfeitamente, já que eu, por muito tempo, procurei uma bolsa que não fosse tão“na cara” – de que eu carrego equipamento fotográfico nela.

Minha primeira mochila foi uma Alvha Macaco Pró, modelo horrivelmente feio  não muito prático, apesar de bastante seguro. Acabei trocando-a por uma Lowepro Fastpack 250AW da primeira versão: uma mochila bastante conhecida e que, apesar de ser mais prática e eficaz no que se propõe, passou a ficar inutilizável no meu uso. Afinal, se eu saia com pouca coisa, a mochila era grande demais e acabava sobrando muito espaço dentro, e se eu precisava levar muita coisa, não cabia tudo dentro da mochila.

Transit-sling-hero

Tentei adotar uma estratégia diferente, então: passei a Fastpack 250AW pra frente e comprei uma mochila maior – uma BENRO Ranger Pro 400N, que eu pretendo escrever um review em breve – e adotei uma bolsa de ombro da Manfrotto, a Bella IV, para minhas andanças pela cidade. Aconteceu que a Bella IV era pequena demais, e eu acabei subindo um degrau, pegando uma Bella V. O resultado? Continuou pequena. Em ambas eu conseguia carregar uma câmera, alguns rolos de filme… E uma blusa fina, apenas. Nada mais, nada menos. Numa última tentativa de ter uma bolsa de ombro, comprei uma BENRO Quicken S40, que apesar de ANIMAL, não era prática: não dava pra sacar a câmera rápido de dentro da bolsa, e olha que eu tentei usar a bolsa, diariamente, por dois meses quase.

Nesse meio tempo, porém, eu conheci a série Transit, da Lowepro. Dito e feito: caiu feito uma luva. Comprei a Transit 250AW, modelo sling – mochila de uma alça – e pretendo, em breve, pegar uma Transit 350AW – mochila convencional, porém maior.

 

Fonte: http://www.queimandofilme.com/2015/01/12/resenha-lowepro-transit-250aw/

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s