Fotografia de Casamentos, Gestantes, Books, Aniversários, Festas, Feiras e muito mais…

Rio +20 – Premio E, os premiados

Premio E

Premio E

Prêmio-e tem por objetivo reconhecer as iniciativas mais representativas para a promoção do desenvolvimento socioambiental nos últimos 20 anos, desde a ECO-92, dividido em seis categorias: Earth (Terra), Environment (Meio Ambiente), Energy (Energia), Education (Educação), Empowerment (Empoderamento) e Economics (Economia). E duas categorias especiais, os E-Brigaders nacional e internacional.

Em sua primeira edição, o Prêmio-E é resultado de uma parceria entre o Instituto-E, a UNESCO e a Prefeitura do Rio de Janeiro. O evento tem por objetivo reconhecer as iniciativas mais representativas para a promoção do desenvolvimento socioambiental nos últimos 20 anos, desde a ECO-92.

Os premiados

Earth (Terra)

Russell Mittermeier

Russell A. Mittermeier é Presidente da Conservation International desde 1989. Reconhecido como “herói para o planeta” pela revista Time, Mittermeier é considerado um líder mundial na área da biodiversidade e conservação da floresta tropical. Primatologista e herpetólogo, já realizou trabalho de campo em mais de 20 paises, tendo se concentrado sobre a Amazônia, Mata Atlântica e Madagascar. Também é professor da Universidade de Nova York, pesquisador associado de Harvard e Presidente da Marsh Biodiversity Foundation Margot desde 1996.

Mittermeier tem interesse particular na descoberta e descrição de espécies novas para a ciência, tendo encontrado 12 novas espécies e tem sete espécies nomeadas em sua honra. E, mais recentemente, se envolveu fortemente na questão do aquecimento global, destacando a importância das florestas tropicais na mitigação das mudanças climáticas e do conceito de “avoided deforestation”.

Environment (Meio Ambiente)

Sylvia Earle

Sylvia Earle

Sylvia Earle é oceanógrafa, escritora, palestrante e diretora de dezenas de organizações empresariais e sem fins lucrativos. É pesquisadora da National Geographic, fundadora da Sea Alliance, Missão Azul e preside conselhos consultivos em diversas instituições . Fez o doutorado na Universidade de Duke e acumula 19 títulos causa honoris, tendo palestrado em mais de 80 países e publicou mais de 175 publicações científicas, técnicas e populares.

Dra. Earle realizou mais de 100 expedições e registrou cerca de 7.000 horas debaixo d’água. Recebeu mais de 100 prêmios nacionais e internacionais, incluindo o TED Prize, a Ordem Holanda da Arca Dourada, Academy of Achievement. Também foi agraciada com medalhas do Explorers Club, da Academia de Ciências da Filadélfia, Lindbergh Foundation, National Wildlife Federation, Barnard College, National Parks Conservation Association e Conselho dos Recursos Naturais.

Energy (Energia)

Corrado Clini

Corrado Clini

Corrado Clini é Ministro do Meio Ambiente da Itália desde novembro de 2011. Na condição de diretor–geral deste Ministério desde 1990 coordenou, sempre no Ministério, diversos programas de meio ambiente e atividades econômicas e de cooperação internacional (450 projetos em 60 países). Preside a força-tarefa do G8 – Parceria Global de Bioenergia desde 2006; assim como a Agência Europeia do Meio Ambiente e Comissão de Saúde, é professor visitante na Tshingua University – Beijing; professor visitante na Harvard University -Kennedy School of Government; membro da Iniciativa global Clinton; editor de “Desenvolvimento Sustentável e Gestão Ambiental. Experiências e estudos de casos “, além de ter sido agraciado com diversos prêmios.

Education (Educação)

Instituto Terra

Instituto Terra – Lélia Deluiz Wanick Salgado e Sebastião Salgado

Fundado em 1998 por Lélia Deluiz Wanick Salgado e Sebastião Salgado, o Instituto Terra já soma 14 anos de atuação no Vale do Rio Doce, entre os Estados de Minas Gerais e Espírito Santo. Está perto de concluir um projeto de recuperação de Mata Atlântica que está entre os maiores do Brasil em termos de área contínua. Trata-se da recuperação de 608,69 hectares da Fazenda Bulcão, totalmente degradada quando recebeu o título de Reserva Particular de Patrimônio Natural, em 1998. Atualmente, a área total da fazenda é de 709,84 hectares.

Ano após ano, com o apoio de importantes parceiros – tanto da esfera governamental como da iniciativa privada, bem como de doadores individuais de vários países -, já foi possível viabilizar o plantio de mais de 1,7 milhão de mudas de árvores originando uma floresta que hoje abriga mais de 293 espécies florestais originárias de Mata Atlântica. Além disso, com o conhecimento adquirido e o fornecimento de mais de um milhão de mudas para projetos externos, o Instituto Terra está ajudando a reflorestar mais de 5,5 mil hectares de áreas degradadas de Mata Atlântica em vários municípios do Vale do Rio Doce, entre os Estados de Minas Gerais e Espírito Santo.

Empowerment (Empoderamento)

Movimento Carta da Terra - Mirian Vilela

Movimento Carta da Terra – Mirian Vilela

A Carta da Terra é uma declaração de princípios éticos fundamentais para a construção, no século 21, de uma sociedade global justa, sustentável e pacífica. Busca inspirar todos os povos a um novo sentido de interdependência global e responsabilidade compartilhada voltado para o bem-estar de toda a família humana, da grande comunidade da vida e das futuras gerações. É uma visão de esperança e um chamado à ação.

A Carta da Terra é resultado de uma década de diálogo intercultural, em torno de objetivos comuns e valores compartilhados. O projeto da Carta da Terra começou como uma iniciativa das Nações Unidas, mas se desenvolveu e finalizou como uma iniciativa global da sociedade civil. Em 2000 a Comissão da Carta da Terra, uma entidade internacional independente, concluiu e divulgou o documento como a carta dos povos.

A redação da Carta da Terra envolveu o mais inclusivo e participativo processo associado à criação de uma declaração internacional. Esse processo é a fonte básica de sua legitimidade como um marco de guia ético. A legitimidade do documento foi fortalecida pela adesão de mais de 4.500 organizações, incluindo vários organismos governamentais e organizações internacionais.

Reciclanip

Reciclanip

A Reciclanip, entidade voltada para a coleta e destinação de pneus inservíveis, nasceu em 2007 para consolidar o Programa Nacional de Coleta e Destinação de Pneus Inservíveis, criado em 1999 pela Associação Nacional da Indústria de Pneumáticos (ANIP) com o objetivo de recolher e dar a destinação ambientalmente adequada aos pneus que não têm mais condições de serem utilizados para circulação ou reforma. No caso da Reciclanip, a atuação está direcionada para promover a coleta e dar destinação ambientalmente correta aos pneus, construir relacionamentos com os diversos entes da cadeia produtiva e de descarte dos pneus, além de divulgar as ações da entidade para promover uma maior conscientização ambiental. Desde sua fundação até hoje, mais de 1, 4 milhões de pneus já foram recolhidos e hoje já mais de 700 pontos de coleta, distribuídos por todas as regiões do Brasil.

E nas categorias especiais:

E-Brigaders nacional

Benki Piyãko - Líder indígena

Benki Piyãko – Líder indígena

Desde os 2 anos de idade, Benki foi criado por seu avô que o batizou Wenki (guerreiro da vida) e treinado para ser um pajé. Benki sabia sobre tudo o que acontecia na região da sua tribo Ashininka – na fronteira entre Brasil e Peru – incluindo conflitos de terra, invasão por madeireiras e tráfico de drogas. Aos 10 anos de idade, seu avô morreu, e Benki, já reconhecido como um importante líder, assumiu um papel central na aldeia e depois liderou uma resistência não-violenta contra a invasão das terras de seu povo por fazendeiros.

Em 1992, Benki participou da ECO 92 e foi a primeira vez que ele deixou a sua terra. Falou em nome de populações indígenas e surpreendeu a todos com sua maturidade, mesmo sendo tão jovem. Durante a sua jornada de volta à sua aldeia, Benki passou por universidades do estado de São Paulo para dar uma série de palestras e foi introduzido à novos conhecimentos e pesquisas em conservação e desenvolvimento. Assim, ele retornou à sua aldeia com a ideia de criar um projeto de pesquisa baseado em conhecimento indígena para preservar a floresta. Nos meses seguintes, dedicou-se à pesquisa de todas as espécies presentes nas regiões e reflorestou áreas isoladas. Em dois anos, o povo viu a diferença e se interessou em fazer o mesmo trabalho em outras áreas. Benki também fundou uma cooperativa que produziu diversos materiais para a sustentabilidade e comercialização. E recebeu o Prêmio Nacional de Direitos Humanos.

E-Brigaders internacional

Maurice Strong

Maurice Strong

Maurice Strong tem desempenhado um papel único e crucial para a globalização do movimento ambientalista. Esteve à frente, como Secretário Geral, de duas Conferencias das Nações Unidas sobre Meio Ambiente: a de Estocolmo em 1972 e a da Rio-92. Foi o primeiro diretor-executivo do Programa Ambiental das Nações Unidas (UNEP). Serviu em diversas missões da ONU, sendo nomeado Comissário Mundial para o Meio Ambiente na década de 80 e na primeira década deste século atuou como principal conselheiro para a Coréia do Norte. Recebeu mais de 53 títulos de doutor honoris causa de universidades espalhadas pelo mundo, dezenas de medalhas e comendas, foi professor visitante em diversos centros universitários e atualmente leciona na Universidade de Pequim e preside o Conselho de Pesquisa e Sustentabilidade para o Nordeste da Ásia.

UNESCO

A UNESCO, Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, existe desde 1945 e sua missão é contribuir para a construção de uma cultura de paz, para a erradicação da pobreza e para o desenvolvimento sustentável e diálogo intercultural por meio da educação, das ciências, da cultura e da comunicação e informação.

Desde 1964 tem atuação no Brasil, trabalhando junto com governos Ð federal, estaduais e municipais -, com a sociedade civil e com a iniciativa privada com vistas a contribuir com as diferentes dimensões do desenvolvimento humano.

Embaixador da Boa Vontade da UNESCO, Oskar Metsavaht

Embaixador da Boa Vontade da UNESCO, Oskar Metsavaht

O Instituto-e acredita que compartilhar informações é o primeiro passo para contribuir com o desenvolvimento humano. Seu diferencial está em utilizar uma linguagem alternativa e multimídia para canalizar a energia da sociedade, direcionando-a para a defesa de nossa biodiversidade, do direito à informação e à educação e do nosso patrimônio histórico e cultural.

A missão do Instituto-e é transformar e posicionar o Brasil como “o país do desenvolvimento humano sustentável”, através da criação e gestão de uma rede que potencialize sinergias entre diferentes iniciativas e agentes da sociedade.

Agenda 21

A Agenda 21 foi o mais importante dos documentos construídos durante a Rio-92 – Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente e o Desenvolvimento, realizada em 1992, no Rio de Janeiro. Seu objetivo principal é buscar meios de conciliar o desenvolvimento sócio-econômico à conservação dos ecossistemas da Terra. O documento orienta a sociedade e conclama o indivíduo a definir novas relações para a transformação de seu contexto, buscando diferentes formas de interagir entre cidadãos e com seus governantes.

A Agenda 21 define um programa detalhado de ações contra a degradação ambiental, a pobreza e pelo desenvolvimento sustentável e inclusivo. Como prioridade, estabelece a interdependência entre economia e meio ambiente, onde os cuidados com a atmosfera, desertos, oceanos e água potável relacionam-se diretamente com a tecnologia, o comércio internacional, a pobreza e a poluição dos recursos naturais.

Direito de todo ser humano, o pleno acesso à informação e ao conhecimento permite que cada indivíduo tenha uma vida digna, interagindo com a sociedade e com o meio ambiente de forma harmônica. Ao compartilharmos essa crença disseminamos, através do livre fluxo de idéias criativas, o conhecimento em busca do desenvolvimento humano e sustentável.

saiba mais sobre a Agenda 21.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s